26 de Abril - Dia Nacional de Combate e Prevenção à Hipertensão Arterial


Essa data marca a luta contra a hipertensão. Essa doença mata 300 mil brasileiros anualmente, 820 mortes por dia, 30 por hora ou uma a cada 2 minutos.

Afinal o que é hipertensão ou pressão alta?

A hipertensão ou pressão alta é quando a pressão que o sangue exerce nas paredes das artérias para se movimentar está muito forte, ficando acima dos valores considerados normais.

Quando uma pessoa é considerada hipertensa?

A pessoa é considerada hipertensa quando a sua pressão arterial estiver igual ou maior 140/90 mmHg (ou 14 por 9), porém ótimo seria manter a pressão 120/80 mmHg (ou 12 por 8), Para essa consideração, as medidas devem ser feitas várias vezes de forma correta, com aparelhos calibrados e por profissionais capacitados.

Quais os sintomas atribuídos ao aumento da pressão arterial?

O aumento da pressão arterial pode causar sintomas como dor de cabeça, taquicardia, cansaço, dificuldades respiratórias, náuseas, tonturas, sangramento nasal e outros.

Que consequências a pressão alta pode trazer?

Se não tratada a pressão alta pode afetar vários órgão como: cérebro(derrame cerebral , demência), olhos( cegueira), coração(infarto, insuficiência cardíaca, angina), Rins (insuficiência renal), artérias( entupimento arterial).

Quais as pessoas com maior risco de terem hipertensão?

Aquelas com excesso de peso, que não tem uma alimentação saudável, ingerem muito sal, não fazem exercícios físicos, consomem muita bebida alcóolica, fumam, são diabéticos ou tem familiares hipertensos. O risco também aumenta com a idade.

Como se prevenir?

1.Mantenha o peso ideal- o sobrepeso dificulta o esforço do coração para conseguir bombear o sangue. 2. Pratique atividade física atividades físicas regulares, principalmente as aeróbias, contribuem para a melhora de todo o sistema circulatório e pulmonar. Só tome cuidado com os exageros: antes de começar qualquer treino, procure um especialista e faça uma avaliação
3. Reduza o sal e alimentos gordurosos- o excesso de sal na dieta leva à retenção de líquidos, acarretando a hipertensão. Por isso, maneire na hora de temperar a comida e diminua o consumo de enlatados e alimentos em conserva.
4.Evite bebidas alcoólicas: O álcool em grande quantidade é inimigo feroz da pressão sob controle. Corte as bebidas da sua dieta ou consuma com muita moderação.
5. Mantenha dieta saudável: Gorduras saudáveis e pouco sal são medidas indispensáveis na dieta de quem quer manter o coração saudável. Inclua ainda muitas frutas, verduras e legumes. Cortar a carne não é preciso, mas dê preferência aos cortes magros, ou seja, com menos gordura.
6.Tome corretamente os medicamentos: se o médico recomendou, não deixe de tomar. Mas nada de sair por aí imitando a receita alheia. Vale lembrar que alguns medicamentos podem elevar a pressão, como os anti-inflamatórios e anticoncepcionais.
7.Não fume: o tabaco, em conjunto às outras substâncias tóxicas do cigarro, eleva a pressão imediatamente além de comprometer toda sua saúde. 8. Controle o Stress: O stress aparece como resposta do organismo às sobrecargas físicas e emocionais, acarretando a hipertensão e doenças do coração. Controle suas emoções e procure incluir atividades relaxantes na sua rotina.
9.Medir a pressão: no mínimo uma vez por ano, todas as pessoas independentemente da idade, devem fazer isso prevenindo assim problemas mais sérios.
10.Faça exames médicos e laboratoriais: avaliações regulares não só ajudam a identificar o problema no começo, facilitando o tratamento, como servem para adequar o uso de medicamentos de forma mais eficaz. Fazer checkup aferindo pressão arterial regularmente e realizar exames de sangue. Converse com seu médico e peça todos os exames que tem direito, Essa atitude pode salvar sua vida.

Maria de Fátima Araújo Marques

Bioquímica do Laboratório Santa Cecília

Topo